Ela é, ela foi e sempre será…. Mulher!!!!

Ela…. Que sempre corre atrás….
Sem egoísmo e sem a coragem de pedir…. Parem!!!!
Sempre sem tempo pra isso…. Com toda essência de ser o que é….
Hoje…. A mulher de fibra é simplesmente incrível…. Ela é assim…. O amor acima de tudo.
Marido, filhos, irmãos, sobrinhos, amigos e até o trabalho fora de casa….
Barreiras aparecem….
Ela sempre tem força para derrubá-las e transportá-las para bem longe….
Isto sim é viver e ser Mulher!!!!
Parabéns mulheres!!!!
Esta foto?? Sou eu com minha avó Naná…. Mulheres sempre!!!!

015

 

Engraçado….

Como a vida nos prega peças e nos modifica dia após dia.

Um dia, você se acha linda….

No outro dia, você se acha feia….

Em um outro dia, está com coragem e, num outro, morre de medo….

Medo de quê?

Se você é linda, feia, corajosa e medrosa, você é normal….

O normal é lindo! É real….

Se acharmos que somos OS melhores, estaremos mentindo pra nós mesmos….

Pois cada ser é único….

Adriana Mesquita….

Mais uma vez vendo amanhecer o dia… Antiguidades…. Quem nunca perdeu o sono?? É meu!!!!

Pois é… Na maioria das vezes, vejo o dia amanhecer. Fico pensando na vida. Na minha vida, na vida da minha família, dos meus amigos, enfim… Na vida de todo mundo. No mundo… Mundo esse que nos faz sofrer, nos traz felicidades e desgostos, amores e desamores, alegrias e tristezas, ilusões e decepções. Milhões de sentimentos e vivências.
Seria tão fácil se tudo fosse fácil. Mas esse fácil acaba tirando o encanto da vida. Sem as dificuldades não teríamos o gosto de sentir a vitória. Dificuldades fazem parte de nosso dia a dia. De repente ela nos derruba. Com tanta força que achamos que nunca mais vamos sair daquele lugar. Pode demorar dias, semanas, meses, anos e até mesmo décadas… Mas um belo dia vem algo dentro de nós que nos força a sair dali. Pode ser que um caminhão passe em cima…
Daí vem um tremendo medo… Socorro! Pânico… Tenho que sair daqui. Pra onde vou? Estou sufocado, mas não tenho outra opção. Vou andando sem rumo… Paro, fico olhando pro nada… Ando mais um pouco, sinto uma tremenda falta de ar… Estou cansado… Engulo seco, não sinto o ar entrar… Entro em pânico de novo. Tudo bem. Dei uma de louco, adrenalina veio e estou de volta, parecendo um maluco. Volto ao normal. Continuo. Mesmo sufocado, vou andando.
Passam dias, semanas, meses, anos… Meu Deus! Parecia que estava tudo bem? Que desespero é esse? Mais uma vez? Agora não vou conseguir. Desisto… Definitivamente estou cansado. Não quero passar por aquela caminhada outra vez… Pode vir caminhão… Estou esperando você passar em cima de mim. Bom, fico deitado, com medo, um cansaço incontrolável, uma preguiça sem fim… Mas, não saio. Dessa vez não faço nada mesmo…
Dói aqui, dói ali… Dá vontade de chorar… Que bom! Mas esse caminhão que não chega nunca pra acabar comigo? Nada acontece. O tempo está passando… Estou mais cansado de esperar do que com medo. Acho que vou levantar… Bom, fazer o que? Andar de novo. Mas dessa vez é porque cansei de esperar… O medo passou!
Andei muito. Conheci muita gente, falei com várias pessoas, ri, chorei, até andei dando uns conselhos (que graça), e fui andando… Não via o horizonte, achei que estava perdido naquela estrada. O tempo escureceu e caiu uma chuva de apavorar. Entrei em pânico de novo… Onde vou esconder? Não tem um lugar seguro onde possa ir… Corri contra o vento e a chuva no meu rosto. Senti frio, medo, desespero; até que a chuva passou… Vi uma casinha bem longe, mas naquela hora não tinha importância nenhuma a distância. Eu queria chegar até lá. E fui.
Que casinha linda! Senti uma felicidade tão grande, mas, a insegurança ainda me acompanhava… Será que é de alguém e eu não vou poder entrar? Bati na porta uma vez, duas vezes… Bati até cansar e ninguém abriu. Eu decidi abrir a porta e para o meu espanto já tinha sonhado com aquela casa. Com tudo o que estava dentro dela. Com todos os detalhes, principalmente a cozinha. E agora? O que vou fazer com isso tudo pra mim. Ainda estou cansado, com um pouquinho de medo, pensando ainda no que tinha ficado pra traz. Na verdade, estava mesmo sentindo saudades de muita coisa. Mas ali tinha uma paz tão grande! O que vou fazer?
Olho na janela, olho pra dentro da casa. Ah! Acho que vou me sentar um pouco. Descansar, sentir um pouco da liberdade que aquele lugar havia me proporcionado e depois eu penso no que fazer…

Adriana Mesquita….
25/01/2012

Hoje já é outro dia….22/07/2014

Estou aqui de novo…. 2 anos depois….

Sem sono….
Ouvindo uma linda música, mas sem amanhecer o dia. Na calada da noite….
De repente fico até aparecer o sol, mas nem sei se tenho tantas palavras…. Mas vou tentar.
As minhas errônias reticências em quatro são de propósito.
Hoje estou aqui pensando no que é uma vida…. Vida de amor…. Amor aos filhos, amor à famíia, aos amigos…. Amor a si prórprio.
Não ando querendo mais ficar à espreita. Na rua, esperando o caminhão passar….
Hoje quero resultados. Resultados da minha luta. Luta doída…. Dói… Porque o sentimento flui…. E não é qualquer pessoa que tem a sensibilidade de senti-la.
É uma pena….
Aquela casinha linda e branca que imaginava não está mais lá. Vivo em uma outra realidade. Realidade esta que não me permite voltar atrás.
Aqui estou…. Em uma nova vida…. E sem ter medo do caminhão passar por cima de mim.
Já penso em outra vida….
Uma vida cheia de novidades….
Um outro mundo. Que possa ser um mundo de faz de conta…. Não interessa…. É meu!! Que ele seja divino, maravilhoso…. Cheio de magias!!!!
Uma vida parece cheia de possibilidades…. Mas, não é ela que faz…. Somos nós….

Adriana Mesquita….

Medalhão de filet mignon com presunto parma ao molho de mostarda e gorgonzola

Ingredientes para o medalhão:
8 medalhões de filet mignon ( mais ou menos 2 dedos de espessura)
8 fatias de presunto parma
sal
Pimenta do reino
Azeite

Ingredientes para o molho de mostarda:
8 colheres (sopa) de mostarda americana
3 colheres (sopa) de mel
1/2 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de sal
Pimenta do reino à gosto

Ingredientes para o molho de queijo gorgonzola:
1/2 cebola picadinha
2 colheres (sopa) de manteiga
1 fio de azeite
200 ml de creme leite fresco
1 pitada de noz-moscada
Pimenta do reino branca à gosto
Sal à gosto
1 triângulo de queijo gorgonzola esfarelado (aproximadamente 150g)
1 1/2 colher (sopa) de farinha de trigo
3 copos ( americano) de leite

Preparo do filet mignon:
Tempere os medalhões com sal e pimenta do reino à gosto. Deixe descansar por 15 min. Envolva as fatias de presunto parma nos medalhões, e prenda-os com palito.
Dourar os medalhões em uma frigideira com azeite e reserve.

Preparo do molho de mostarda:
Misturar bem todos os ingredientes (molho de mostarda) até que vire um molho homogêneo.

Preparo do molho de gorgonzola:
Untar a frigideira com 1 fio de azeite e manteiga. Dourar a cebola. Dissolver a farinha de trigo em 1 copo de leite e ir colocando aos poucos na frigideira mexendo sem parar.
Acrescente o restante do leite aos poucos (sempre mexendo). Cozinhar por 2 min e misturar o queijo até derreter. Adicionar o creme de leite. Tempere à gosto com sal e pimenta do reino.

E…. Bom apetite!!!!
Receita de Bruno Mesquita Geraldeli….

0224_gastronomia_Filet mignon ao molho de mostarde e gorgonzola
0224_gastronomia_Filet mignon ao molho de mostarda e gorgonzola